O monitoramento de funcionários é legal? (Atualizada)

O monitoramento do funcionário é legal

O monitoramento de funcionários é uma prática controversa, mas legal. Muitos empregadores o usam para rastrear as atividades de seus funcionários. Ao mesmo tempo, nem sempre é popular. Monitorar o comportamento dos funcionários pode ajudar a proteger as empresas de possíveis questões legais. Isso garante que os trabalhadores sejam produtivos. Mas o que exatamente é o monitoramento de funcionários? Como funciona?
E o mais importante, por que é legal? Este artigo analisará todas essas questões. Primeiro, ele fornecerá as melhores práticas para implementar o monitoramento de funcionários em sua organização.

Exploraremos por que os empregadores monitoram seus funcionários - também os vários métodos e as leis que regem essa atividade. Também discutiremos o monitoramento eficaz dos funcionários sem cruzar nenhuma linha legal sem infringir seus direitos. Por fim, examinaremos como as empresas podem usar essas informações para melhorar o desempenho e a produtividade.

Monitoramento de funcionários é legalmente aceito, desde que cumpra certos requisitos. Como empregador, você deve notificar sua equipe quando planeja monitorar sua atividade e explicar o motivo. Você também deve discutir as limitações de qualquer monitoramento eletrônico. Certifique-se de que os funcionários entendam seus direitos.

Os empregadores podem monitorar os dispositivos de propriedade da empresa usados ​​para fins de trabalho, como computadores e telefones celulares. A ECPA especifica que os empregadores podem instalar software e hardware que rastreiam:

  • e-mails de funcionários
  • Telefonemas
  • Uso do computador
  • Downloads de aplicativos
  • Atividades de mídia social

No entanto, os empregadores têm acesso limitado à comunicação pessoal dos funcionários nesses dispositivos ou em dispositivos privados. Só é legal se o funcionário consentir ou tiver um interesse comercial superior.

Motivos comuns para monitoramento de funcionários

Depois de entender as legalidades do monitoramento de funcionários, é hora de examinar alguns dos motivos comuns pelos quais os empregadores optam por monitorar seus funcionários. Geralmente, o monitoramento é usado para:

  • Garantir a segurança/proteção do local de trabalho: Os empregadores devem garantir a conformidade com os regulamentos de saúde e segurança. Eles deviam proteger contra a violência no local de trabalho. O monitoramento permite que os empregadores detectem situações potencialmente perigosas. Isso pode ocorrer no local e também pode ser usado para rastrear movimentos e atividades dos funcionários.
  • Aumentar a produtividade: Na maioria dos casos, o monitoramento melhorará a produtividade dos funcionários. Ajuda no rastreamento das principais métricas de desempenho. Como o tempo gasto em tarefas específicas e a frequência dos intervalos. Para que os funcionários que não trabalham de forma eficiente possam ser escolhidos para aconselhamento adicional. Também permite que as organizações entendam seu fluxo de trabalho e façam os ajustes administrativos necessários.
  • Confirme se os requisitos do trabalho foram atendidos: Os empregadores podem usar software de monitoramento para confirmar se certas expectativas de trabalho foram atendidas. Além disso, os funcionários permanecem em conformidade com as políticas da empresa. Isto é especialmente útil se a organização tiver muitos trabalhadores remotos. Que não estão fisicamente presentes no escritório. Através do monitoramento dos funcionários, as empresas podem garantir que sua equipe esteja sempre trabalhando. Quando deveriam ser e seguindo todos os protocolos necessários.

Como monitorar funcionários anonimamente e legalmente

O monitoramento de funcionários é uma questão complexa. Mas existem algumas práticas recomendadas que as organizações podem usar para garantir o monitoramento legal dos funcionários. O monitoramento anônimo é uma dessas práticas.

O monitoramento anônimo envolve a coleta de dados que não identificam pessoalmente nenhum funcionário. É amplamente aceito como prática jurídica. Uma vez que permite que as empresas coletem dados sem infringir os direitos dos funcionários.

Aqui estão as etapas para garantir que você monitore os funcionários anonimamente e legalmente:

  1. Use uma ferramenta de anonimização: As ferramentas de anonimização ajudam a remover quaisquer identificadores pessoais anexados dos dados. Ele garante que seja verdadeiramente anônimo e não vinculável. Para que os funcionários não sejam identificados através de seus dados.
  2. Tenha uma política clara em vigor: Definir as regras para monitoramento de funcionários com antecedência ajuda a garantir que todos saibam o que é e o que não é aceitável. Isso deve ser feito por meio de um conjunto claro de políticas e procedimentos. Quais equipes jurídicas devem revisar regularmente.
  3. Utilize soluções de software de rastreamento: Soluções de software como o TheOneSpy permitem o rastreamento preciso das atividades dos funcionários sem comprometer sua privacidade ou segurança. Coletar ou armazenar dados pessoais, como nomes ou informações de contato, é desnecessário. Ao usar as soluções de software certas, os empregadores podem criar relatórios e trilhas de auditoria com intervenção manual limitada. mantendo-se em conformidade com as leis e regulamentos sobre privacidade.

Por que é legal monitorar funcionários?

A legalidade do monitoramento de funcionários se resume a dois fatores principais. O direito do empregado à privacidade e o direito do empregador de proteger seus interesses. Embora os empregadores geralmente monitorem o comportamento dos funcionários para garantir um ambiente de trabalho seguro e produtivo. Para proteger os ativos da empresa, os funcionários precisam saber que seus direitos estão sendo respeitados.

A questão pode se resumir a uma questão de entendimento. Quando os funcionários têm plena consciência de que estão sendo monitorados, podem ter certeza de que seus direitos ainda são respeitados. Enquanto seu empregador está protegendo seus interesses.

A lei do consentimento

Em geral, a vigilância dos funcionários é legal. Desde que ambas as partes tenham dado consentimento – ou seja, o empregado e o empregador concordaram com as medidas de monitoramento em questão. Como tal, os empregadores precisam estabelecer diretrizes claras sobre que tipo de informação será monitorada. Como ele será usado antes que qualquer monitoramento ocorra. Também é importante que os empregadores forneçam aos funcionários informações claras sobre quais dados são coletados e como serão usados, armazenados e protegidos pela empresa.

Software de monitoramento de funcionários

O software de monitoramento de funcionários também pode fornecer benefícios exclusivos para os empregadores em relação ao rastreamento de produtividade e análise analítica. Isso permite que eles avaliem o desempenho e identifiquem áreas de melhoria. Esse software também dá visibilidade aos empregadores sobre quando um funcionário está trabalhando. Quando eles estão fazendo pausas. Se eles estão se socializando excessivamente ou se estão relaxando em seus deveres. Ao usar esse software de forma responsável, os empregadores podem garantir que seus esforços de monitoramento permaneçam dentro dos limites legais. Ao fornecer informações valiosas sobre seus desempenho da força de trabalho.

Como monitorar funcionários legalmente

A resposta curta para saber se o monitoramento de funcionários é legal é “sim”. Mas a resposta longa requer a compreensão das especificidades de como e por que é legal.

Regulamentos Governamentais

O governo aprovou leis que protegem os funcionários de práticas de monitoramento intrusivas. Esclarece quais tipos de monitoramento podem ocorrer no local de trabalho. Os empregadores também devem cumprir certas leis de privacidade em determinadas regiões. Como o GDPR na Europa.

Consentimento do Funcionário

Os empregadores devem fornecer a seus funcionários orientações claras e concisas sobre quais tipos de monitoramento são permitidos. Eles devem receber o consentimento do funcionário para monitorar. Se uma empresa deseja monitorar e-mails de funcionários ou outras comunicações eletrônicas, ela deve informar isso explicitamente em suas políticas.

Notificação

Quando os empregadores optam por monitorar os funcionários. Eles devem notificar esses funcionários quando o monitoramento começar. Os funcionários devem estar atentos se suas conversas estão sendo observadas. Ou se os e-mails estão sendo rastreados. Isso garante que cada funcionário tenha conhecimento e entendimento claros. Sobre o que está acontecendo sob a política da empresa.

Como usar os resultados do monitoramento

Quando se trata de monitoramento de funcionários, a questão mais importante pode ser. Como você usa as informações do processo de monitoramento? Você não pode simplesmente coletá-lo e deixá-lo.

Os dados que você recebe do monitoramento de funcionários podem fornecer uma variedade de informações valiosas. Como:

  • Níveis de produtividade dos funcionários
  • Tempo gasto em cada tarefa
  • Qualidade do trabalho
  • Conformidade com as políticas da empresa
  • Procedimentos e práticas de segurança

Sua organização pode usar os resultados para entender melhor o desempenho dos funcionários. Também para identificar áreas onde treinamento adicional pode ser necessário. Ele garante que você permaneça em conformidade com as leis e regulamentos aplicáveis. É importante usar os dados com responsabilidade. Não criticar os funcionários injustamente. Por fim, o monitoramento de funcionários pode fornecer maior transparência em sua organização. Isso levará a uma melhoria do moral e da eficiência.

Quais são os limites do monitoramento?

O monitoramento de funcionários é uma questão complicada. Muitas regras e regulamentos estão em vigor para proteger os direitos do funcionário. Você deve notificar seus funcionários de que suas atividades estão sendo monitoradas.

Você deve ter em mente que as informações coletadas devem ser limitadas apenas ao necessário. Para desempenhar as funções de trabalho de seus funcionários. Você nunca deve coletar informações pessoais. Como contas bancárias, números de previdência social ou outros dados confidenciais. Da mesma forma, certifique-se de que todas as conversas de seus funcionários nas plataformas de bate-papo da empresa permaneçam confidenciais. Deve ser relevante apenas para o trabalho deles.

Você também deve considerar quaisquer leis de privacidade nos níveis estadual e federal. Ao considerar métodos de monitoramento de funcionários. De um modo geral, a maioria dos estados exige que os empregadores informem seus trabalhadores. Se eles estão sendo monitorados e obtêm consentimento. Se eles planejam coletar quaisquer dados relacionados à sua atividade.

Finalmente, o monitoramento deve seguir a política da empresa. Isso inclui monitorar as atividades dos funcionários apenas durante o horário de trabalho. E não quando fora do horário. A menos que seja explicitamente declarado em seu manual da empresa que tais ações podem ocorrer.

Conclusão:

Em conclusão, o monitoramento de funcionários é uma atividade legal. É feito de forma a respeitar a privacidade dos funcionários. Os empregadores precisam garantir que todas as ações sejam feitas de maneira transparente. Deve ser com diretrizes claras e políticas operacionais. Deve descrever por que, quando e como as atividades de monitoramento são conduzidas.

Os empregadores também devem garantir que todas as informações coletadas sejam tratadas de acordo com a lei. Os funcionários devem estar cientes das restrições e expectativas estabelecidas em seus contratos. Tendo conhecimento de qualquer legislação de proteção de dados. antes de concordarem com quaisquer formas de monitoramento. Embora o monitoramento de funcionários possa ajudar a promover um ambiente de trabalho produtivo. É importante garantir que seja conduzido com respeito e integridade.

você pode gostar também

Para obter as últimas notícias de espionagem / monitoramento dos EUA e de outros países, siga-nos em Twitter , como nós no Facebook e assine nosso YouTube página, que é atualizada diariamente.